Atenção!

"(...) apesar de ter mergulhado de cabeça nesse misterioso mundo das lesões neurológicas e suas possíveis consequências, não sou médica. Tudo o que coloco aqui são impressões e experiências pessoais. (...) Enfim, não sou uma profissional da saúde, apenas uma mãe muito, muito, muito esforçada em início de carreira".



segunda-feira, 5 de julho de 2010

Pocotó


Então, pacotinho, vamos lá: Hoje vou falar da sua mais nova atividade numa agenda já lotada de compromissos. Prometo que falarei de todos eles com sua devida importância, mas é que a mamãe ficou super empolgada com este último. Chama equoterapia ou hipoterapia. É uma fisioterapia com cavalinho!

Funciona assim: uma fisioterapeuta monta no pocotó primeiro, no seu caso é a tia Lu, e depois colocam você lá em cima na frente dela. Aí, com o cavalinho andando, ela vai fazendo os exercícios em você. Em várias posições: de frente, de costas, sentado, em pé, deitado, de lado... Nada de tédio. O que, no seu caso, é essencial, meu pequeno entediado!

Muita gente, inclusive a mamãe, achava que essa terapia só podia começar a ser feita quando a criança fosse maiorzinha, mas não! Pode começar desde os 3 meses! Quando eu soube, pela mãe de uma outra paciente da tia Tina, sua fono, fiquei super feliz e louca pra correr atrás de mais informações.

Pesquisando na internet e já com as dicas em mãos, cheguei à tia Beatriz Marins, dona da escolinha Equitar, lá no Jockey, que é terapeuta ocupacional e faz esse trabalho há anos. Marquei e te levei lá pra gente experimentar. Você quase não chorou! Só no finalzinho, de cansaço. O que, disse a tia Bia, é totalmente normal, já que meia hora de exercício em cima do cavalinho é muito muito muito cansativo. E por isso que é bom e funciona!

Quando o cavalo tá andando, a gente automaticamente mexe com um montão de músculos do corpo, querendo ou não, o que traz tônus muscular! Além disso, o balanço do cavalo também faz com que permanentemente a gente busque o equilíbrio ali em cima. E a terceira coisa é que o cavalo é um dos animais mais indicados para a integração sensorial. Ou seja, mais do que perfeito pra você!

O negócio lá é lotado, mas conseguimos uma vaguinha pra você e agora tem pocotó toda sexta. Conversei com muitas mães e todas dizem que as respostas vêm rápido e é muito eficiente. Eu, papai e vovó estamos muito animados, filhote.

beijo grande.

video

7 comentários:

  1. Oi Dri, eu já vi várias reportagens sobre esse tipo de terapia. Dizem que é realmente fantástica. Seu pacotinho vai amar esse relacionamento com o cavalinho e com certeza irá apresentar melhoras. Ele está lindo! Bjs

    ResponderExcluir
  2. dri, me emociono demais com esse blog. tenho que dizer que choro, choro... será que a gente fica mais sensível depois de ser mãe? textos lindos.. qdo amor. e ele é a coisa mais linda! não tenho dúvidas de que esse molequinho vai ficar 100% e vai aterrorizar papai e mamãe!! com todo meu amor, minha reza, meu carinho, fico aqui na torcida. e acompanhando o desenrolar a partir de agora pelo blog. bj nos 3.

    ResponderExcluir
  3. by the way.. sou eu, renata boldrini.

    ResponderExcluir
  4. Estamos todos muito animados e otimistas!!! Muitos beijinhos para vcs!

    ResponderExcluir
  5. Delicia o Cenoura todo comportadinho no cavalo, olhando pra mamae... muito gostoso! :)

    ResponderExcluir
  6. praticamente um jockey!
    beijo!

    ResponderExcluir
  7. Querido Antonio Pedro, meu filho João Pedro de quase 4 anos, faz aula de equitação com poneis lá na Hípica desde os 2 anos e 8 meses. Ele adora! É muito bom para o desenvolvimento de vcs! Todas as crianças deveriam ter essa oportunidade. E vc, mais uma vez, é um privilegiado por poder estar fazendo isso! Parabéns para sua mãe! Realmente ela é danada!
    Um beijinho

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós!