Atenção!

"(...) apesar de ter mergulhado de cabeça nesse misterioso mundo das lesões neurológicas e suas possíveis consequências, não sou médica. Tudo o que coloco aqui são impressões e experiências pessoais. (...) Enfim, não sou uma profissional da saúde, apenas uma mãe muito, muito, muito esforçada em início de carreira".



terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Migalhinhas Contentes

Oi filhotinho,

bem, antes de mais nada, deixa a mamãe esclarecer uma coisa: acabou que o último post ficou uma coisa meio controversa. A intenção era 'pedir desculpas' pela minha falta de tato às vezes para falar com quem sofre pela falta de jeito com você e, no fim, acabou parecendo uma reclamação pública. Acho que fui me empolgando escrevendo e o negócio terminou meio confuso. Na verdade, o assunto é delicado e a tarefa é mesmo difícil. E é algo que nos acompanha desde sempre. Por isso, quero deixar claro que não escrevi pra ninguém especificamente. Foi mais um desabafo porque a realidade é que ainda que eu tenha a sorte de ter muita gente à disposição, nem sempre isso é suficiente. Simplesmente porque não consigo deixar de ir lá te acudir quando acho necessário. E isso acontece com uma certa frequência. Mas acredito que com o passar do tempo e à medida que você for ganhando mais independência vai melhorar. Pra mim e pra todo mundo. Não sei se estou falando de 1, 2, 3, 4, 5... anos, mas tenho fé que um dia você irá controlar melhor esse tronco e isso vai te abrir um mundo novo. Sonho com a visão de te ver brincando sentadinho sozinho. Já pensou? Aí será bem mais fácil pra quem quer que seja brincar junto com você.

Agora, virando o disco, quero falar de como nesses últimos dias tenho ficado feliz com a sua aceitação prazerosa de migalhas de comida. Sim, ainda são migalhas, literalmente. Mas o que está contando pra mim é o seu interesse. Todo dia quando eu estou comendo o meu sanduíche de café da manhã, você papa junto. Pede, levanta a cabeça, estica os bracinhos e abre a boca! Aí, eu vou, bem devagarinho, te dando micropedacinhos de pão e queijinho e você faz a sua parte: mastiga bonitinho. Ainda é difícil, muitas vezes volta, escorrega ou fica lá parado. Mas só a movimentação que você faz, já é uma felicidade! Sim, porque você é o primeiro a ficar feliz. Entende muito bem o quanto aquilo representa um desafio e nos deixa orgulhosos. Chega a dar gargalhadas de satisfação quando a gente te parabeniza.

E o que acontece é que, do café da manhã, já incluimos na rotina, migalhas de biscoito no carro; pedacinhos de picolé ou de pão de queijo na pracinha ou na sala de espera dos terapeutas; chocolate no fim de semana com o papai! E qualquer coisa que a gente esteja comendo e você se interesse. Ontem, foi o purê de batata do jantar da mamãe. Ainda é assim: a gente precisa estar comendo pra você se interessar, mas acho que já é um grande avanço. Não tomei coragem pra tentar de novo te sentar na cadeirinha com um pratinho de papinha à frente. Mas estou contente com o que estamos conseguindo.

E, por isso, você merece um enorme PARABENS pitoco! Mamãe está muito, muito, muito feliz. Obrigada.

Ah! Fomos a uma festinha no fim de semana e foi a primeira vez que você curtiu mais! Foi da Sofia.














e aí oh, com a boca suja de chocolate!

2 comentários:

  1. Que delícia essa cara de gaiato suja de chocolate! A vovó tb tá feliz da vida pq vc voltou a beliscar uma comidinha aqui outra ali. Mais feliz ainda pq vc tá novamente com "cara de tudo bem", como eu gosto de dizer qd chego e recebo esse sorriso maravilhoso cheio de vida e energia pra gastar. É isso ai, meu querido, bem vindo a essa nova fase de reconquistas e novas conquistas que te deixaram muito feliz. Bj grande, vovó te ama muito, muito, muito...!

    ResponderExcluir
  2. Minha cara!
    Bjo, Papai

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós!