Atenção!

"(...) apesar de ter mergulhado de cabeça nesse misterioso mundo das lesões neurológicas e suas possíveis consequências, não sou médica. Tudo o que coloco aqui são impressões e experiências pessoais. (...) Enfim, não sou uma profissional da saúde, apenas uma mãe muito, muito, muito esforçada em início de carreira".



sábado, 17 de setembro de 2011

Durango Kid no Olho da Rua

Oi filhotinho,

mamãe veio aqui hoje pra falar de coisa boa! Nada a ver com nosso assunto mais do que surrado, vulgo gastrostomia. Vim falar de superacão. Mais uma facanha sua.

Pois é, você acredita que mesmo diante dessas condicões hiper adversas, você conseguiu subir um degrau importante em relacão à sua recuperacão motora!?

A coisa comecou no fim de semana passado, quando após um soninho generoso de umas quatro horas seguidas à tarde, lá na casa da sua outra vovó, você acordou todo serelepe e animado. Não lembro exatamente porque, mas mamãe decidiu te colocar na cadeirinha de comer do seu primo Arthur e aí ficamos todos abismados em como você estava forte, mais durinho e se virando muito bem lá sozinho. Estava sem cinto e mesmo assim deu conta do seu tronco de forma bem melhor. Conseguiu brincar sozinho com os brinquedinhos da primica Maria Antonia que estavam em cima da bandeja e só dava umas descansadas na cabeca de vez em quando, mas depois você mesmo a levantava.

Ficamos muito felizes, mas achando que foi algo de momento, porque você tinha acordado bem disposto e descansado. Mas aí... Os dias da semana foram passando e mesmo sem comer direito, continuamos achando que algo estava mais estruturado ali no seu tronco mamulengo. Junto com isso também notamos uma disposicão e uma animacão acima do normal. E ainda: você estava dia a dia cada vez mais `falante`. Cheio de sons novos e `falando` com uma frequência bem maior. Tentando se comunicar muito mais com a gente. Foi notório. Foi não. Está sendo.

Bom, outra coisa que eu reparei é que você parece estar mais `inteligente`, digamos assim. Coisas como identificar mais rápido quando perguntamos cadê o papai ou a mamãe; rir de coisas ou brincadeiras específicas sempre em determinado momento, mostrando que você sabe quando chega a hora que você gosta; e o mais evidente: toda vez que perguntamos `quem está chegando, Antonio?`, você imediatamente olha para a porta da rua. Filho, você não imagina como a mamãe fica feliz e orgulhosa dessas suas conquistas...

Mas voltando ao nosso tronco... o que houve é que ele se manteve mais durinho mesmo. Desde que notamos pela primeira vez, ele nunca mais voltou a ser a geléia geral de antes. Dá para sentir de te pegar no colo. Incrível.

E ontem, não fomos só nós a constatar. Tia Suzane, nossa grande tia Suzane, também assina embaixo da mudanca. E se a tia Suzane diz, a gente acredita! Sério, perereco, ela notou mesmo, como a gente, que você ganhou eixo, estrutura, um pouco de firmeza. E ainda falou que o fato de você estar tagarelando mais só comprova isso. Precisamos do tronco para falar, sabia? Um tronco firme, regula a respiracão e dá o suporte necessário para conseguirmos emitir sons, que nada mais é do que coordenacão entre som e respiracão.

Pois bem, tá falado. Antonio Pedro, fraquinho, sem ingerir nem a metade da energia calórica de que precisa, conseguiu evoluir no ponto em que é mais fraco. Esse menino é ou não é sensacional? Sei não... mas eu fico achando aqui que esse meu filho sabe das coisas e guardou esse momento maravilhoso exatamente para essa época em que precisamos mais do que nunca de ânimo e gás para enfrentar o que nos aguarda num futuro próximo... Eu só tenho a agradecer por ter sido escolhida por ele. Muitas vezes tenho a sensacão de que é ele quem cuida de mim...

É isso aí, pitoquinho. Vambora! Se essa eficiência toda acontece de tanque vazio, imagina só quando ele estiver cheio?! Isso é que é mostrar potencial!

Pra fechar, um vídeo fresquinho, o primeiro diretamente do novo I-phone da mamãe, que emocionou a todos que passavam a pé pela rua Jardim Botânico, ali pela altura do Parque Lage, na calcada da esquerda. Reflexo direto de um tronco mais firme, da ajuda sempre essencial das nossas faixas azuis e da dedicacão incansável da tia Suzane, que fica sem coluna, mas não perde a oportunidade...

video
juro que eu tentei `deitar` o negócio... ainda estou me acostumando às novas tecnologias...

2 comentários:

  1. muito lindo,é emocionante ver cada passo dado por ele.que deus o abençoe cada vez mais!!!

    ResponderExcluir
  2. Lindo! Emocionante mesmo! Dri, com a cirurgia com certeza ele vai ficar mais forte e muito mais disposto! Aposto que até o meu casamento ele já vai estar até correndo! Beijos no AP e na M&M's. Deca

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós!