Atenção!

"(...) apesar de ter mergulhado de cabeça nesse misterioso mundo das lesões neurológicas e suas possíveis consequências, não sou médica. Tudo o que coloco aqui são impressões e experiências pessoais. (...) Enfim, não sou uma profissional da saúde, apenas uma mãe muito, muito, muito esforçada em início de carreira".



terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Mães & Filhos

Mãe é mãe. Isso é uma verdade nata. Tanto que até os pais sabem disso... Pelo menos, os melhores pais. Aqueles que aceitam o seu devido lugar. Lugar importantíssimo, diga-se. Eu mesma, pacote, já disse diversas vezes que não sei o que seria de nós sem o seu papai. E também prezo muito o meu pai, seu vovô, na minha vida.

Mas quero falar das mães. E tenho um motivo forte pra isso: a minha.

Sabe, filho, a gente nunca sabe quando vai precisar das nossas mães. Uns precisam logo cedo, como você. Outros mais tarde, como eu. Fora os que estão ali as solicitando o tempo todo. Mas a verdade é que não importa quando, nem quantas vezes, elas estarão sempre prontas para nós. Pelo menos, a maioria delas. E as que não agem assim, deviam agir.

Eu nunca fui de precisar muito de ninguém. Nasci de nariz empinado, me achando independente desde novinha. Devo ter dado um trabalho... Pois é. Mas a vida dá muitas voltas e hoje, olha eu aqui, totalmente dependente da minha mãe, 30 anos depois de nascida. Sua vovó tem sido bem mais do que nossa motorista, nossa acompanhante, sua babá... Sua vovó tem sido MÃE. Mãe da mamãe.

E MÃE é, como eu disse, estar a postos. Pro que precisar, pro que o/a filho/a solicitar. Sem reclamar, sem questionar, sem pestanejar. MÃE não se cansa, não precisa comer, não precisa dormir, não tem relógio. MÃE tenta, no máximo, conciliar as coisas. E se não der, que se dane. Que fique tudo pra depois.

Bom, filhote, me deu vontade de falar sobre isso hoje porque estamos vivendo uma fase materna bem especial e intensa, que envolve três gerações de grandes mães.

É que a 1ª das mães da minha família, minha vó, sua bi-vó, está também ganhando de volta toda a dedicação de uma vida. A vovó Ignez sempre foi do tipo mãezona, manja? Cozinheira de mão cheia; manteve sempre a casa de portas abertas para receber os netos; e ficou ao lado de cada uma das filhas na chegada de neto por neto. Foi quem ajudou a criar todo mundo. Já falei disso aqui. Assim como também já comentei que o pacotão, nosso modo carinhoso de chamar a bisa, vem passando por dificuldades para andar. Pois bem, desde que esses problemas começaram, a sua vovó também tem se virado para ser também os braços e pernas não só nossos, como da bisa. Mais do que justo. Afinal, é a MÃE dela.

É, Antonio Pedro... sua vovó tem sido FILHA, MÃE e VÓ em período integral. Só não é trabalho escravo total porque brinco que ela é paga com amor. Mas a pobre não tem mais nem um tempinho pra ela. É tudo nosso. E tudo de bom grado, o que a torna genuinamente perfeita para todos os cargos.

E, no fim da árvore, pelo menos da árvore até aqui, estou eu, a sua mamãe. Tão jovem, mas já tão experiente. Nunca imaginei que me encaixaria tão bem 'nesse serviço' assim logo de cara. Sem prática, sem treinamento, sem tempo de trabalho adquirido. Mais ou menos como se eu fosse uma profissional do mercado que rapidamente teria chegado a postos mais ambisiosos. Uma espécie de talento nato, que só precisava ser desabrochado. Sorte a sua cair no meu colo. Ou sorte a minha poder exercer o que tenho de melhor logo no começo da nossa relação. De todo modo, tivemos sorte. Muira sorte, pacote. Sorte pela bi-vó ser quem é. Sorte pela sua vó ser a vovó Maravilha e sorte de nos conhecer e já nos amar tanto.

Tenho certeza de que se um dia eu precisar de você, como hoje você precisa de mim ou como eu e a bisa precisamos da vovó, você também será meu porto-seguro. Na tradução mais perfeita do que deve ser o amor entre Mães & Filhos.



9 comentários:

  1. Uma bonita e merecida homenagem. Bs.

    ResponderExcluir
  2. Dri, que LINDA homenagem para sua mãe! Mais que merecida! Adorei o texto! beijo grande!

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto, Adriana!
    Também não sei o que seria de mim sem minha mãe por perto!
    Elas merecem todas as nossas homenagens e reconhecimento!
    Beijos!
    Que 2011 seja um ano muito positivo para vocês!

    ResponderExcluir
  4. Filha querida,
    As suas palavras sempre me emocionaram, desde menina quando lia suas redações e textos, mas hoje vc fez meu coração transbordar de alegria, emoção e felicidade. Porque Mãe é Mãe sim, mas nem toda filha é filha como vc, independente, lutadora, corajosa, dedicada de corpo e alma a seu filho, preocupada e atenta a tudo e a todos, querendo sempre, do seu jeito, resolver os problemas de todo mundo. Por tudo isso tenho muito orgulho de ser sua Mãe. Te amo muito!!!
    Beijo grande,

    Mamãe

    ResponderExcluir
  5. Que lindo! Tenho certeza que sua mãe merece cada palavra desse lindo post, e que se o AP escrevesse, ele diria coisas tão bonitas quanto as escritas aqui!
    Parabéns às 3 super mães!
    Beijos, Patricia

    ResponderExcluir
  6. Nossa, sua mãe deve ter tido um treco quando leu isso. hehehehehe! Eu teria, um treco de felicidade. Justa homenagem a quem não desgruda de vocês ne? Beijão

    ResponderExcluir
  7. Lindas palavras e linda família. João Pedro sua mamãe é uma gatona linda e forte e guerreira que nem uma tigresa.

    ResponderExcluir
  8. Nossa, Dri, que lindo! Sem palavras para comentar o seu texto. É isso, pura emoção, agradecimento, amor. A maternidade é algo mágico. Tem coisas que só mesmo a mãe, por melhor que os pais sejam. Eu costumo dizer que Mãe é tudo na vida. Que Mãe não tem direito de ficar doente. Quando estou meio down reforço este meu pensamento. Porque sou Mãe, amo ser Mãe, ser Mãe da Alice e do Bê. E amo ser filha da minha Mãe, que foi quem me ensinou a ser como sou para meus filhos, com todos os erros e acertos. Sim, porque mães também erram. E amo ver a minha Alice brincando de mãe, como ela já tem nela esse dom, esse amor incondicional. É o que passo pra ela, mesmo quando ela briga com as bonecas. É tudo amor. E quanto amor...
    Só mesmo quem é Mãe para entender. E vc está mesmo de parabéns por ser essa Mãe tão especial para o seu pacote. Parabéns pra sua mãe, que deve ter o maior orgulho da filha que tem.
    Beijos. Fê

    ResponderExcluir
  9. Não vou ser redundante, mas seu texto me fez chorar! Belíssimo! Também já precisei da minha mãe para sobreviver e Graças a Deus ela estava lá. Somos garotas de sorte! Parabéns pela linda família! Um beijo.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós!