Atenção!

"(...) apesar de ter mergulhado de cabeça nesse misterioso mundo das lesões neurológicas e suas possíveis consequências, não sou médica. Tudo o que coloco aqui são impressões e experiências pessoais. (...) Enfim, não sou uma profissional da saúde, apenas uma mãe muito, muito, muito esforçada em início de carreira".



domingo, 16 de janeiro de 2011

Aquele Abraço

"Será que com uns 5 anos, ele já vai estar andando?"

Essa foi a pergunta que a Miriam, pacote, nossa fiel escudeira de todo dia, fez à mamãe nesta semana que passou. O que eu respondi? "Espero que sim... Tamo trabalhando pra isso".

Sabe, filho, desde que resolvemos aqui em casa levar a vida com um pouco mais de calma, que a mamãe realmente deu uma freada na ansiedade. Ou seja, tinha tempo que eu não ficava 'conversando' com essas expectativas relativas ao quê ou quando você vai ou não conseguir certas coisas. Mas é claro que às vezes, principalmente quando aparecerem perguntas assim, será inevitável não voltar a pensar no seu, no nosso, futuro. E em quando ele vai chegar...

Mamãe vai ser muito sincera com você, tem horas que parece que vai levar uma eternidade...

É sim, filho, muito difícil lidar com a realidade nua e crua, ainda mais quando nos vemos em meio a outras crianças. Isso aconteceu duas vezes nos últimos dias. A primeira na sua aulinha de natação. (É! Fizemos uma avaliação e começamos semana que vem! Depois mamãe conta mais.) E a segunda na festinha da Malu, filha da Flavis, amiga da mamãe. Nas duas situações, ainda que você fosse um dos mais novinhos 'da turma', era gritante a diferença de desenvoltura entre você e seus coleguinhas. E... Por mais que a mamãe venha se preparando para ocasiões assim, é duro. Simplesmente porque não tem como se preparar para o que não sabemos exatamente como vai ser. Só mesmo vivendo na pele...

Mas... mamãe é forte e você mais ainda. Aliás, você não se fez de rogado nem lá, nem cá. Na natação, se esbaldou a seu modo e contou com o sempre presente apoio de braço da super mommy aqui para conseguir fazer o que queria e que a tia mandava. Fez bonitinho na hora de dar uns passinhos numa plataforma que estava debaixo d'água e nem engoliu água quando a tia Camila te mergulhou de leve, é verdade, mas mergulhou!

Lá na Malu, também. Mamãe sentou com você no chão e você não cansava de tentar ficar em pé, se sustentando como podia pelos cotovelos no alto, com a minha ajuda. E, claro, sempre encantado com as outras crianças, ali brincando a nossa frente. Como quem diz: que legal! quero fazer isso também. Como faz? Como faz? Como faz?... E, nessa de 'como faz' é que você não pára nunca de tentar se pendurar, se levantar, se mexer! É ou não é um exemplo, esse meu moleque!?

E é por isso, meu amor, só por isso, que não há tristeza que resista em mim. Ela vem, mas logo vai. Porque é impossível não embarcar nessa sua força de vontade. Eu seria uma tremenda de uma boboca, se me deixasse levar por ela.

Por fim, à noite, ontem, quando estava olhando você dormir, lindo, que nem um anjinho na cama, fiquei pensando quando será que aquelas mãozinhas tão perfeitas irão conseguir me dar um abraço. Sonhei acordada com o dia em que você virá por trás de mim e me dará um abraço surpresa. Juro que foi exatamente essa imagem que passou pela minha cabeça. Tô falando isso pra demonstrar como foi mágico o que aconteceu a seguir:

Fui para a varanda, sentar e pensar na cadeira de balanço. Aí, sei lá porquê, dei uma olhada pro prédio ao lado. E, eis que me deparo com uma mulher, regulando com a minha idade, sentada na cama, mexendo no LapTop. Ela estava de frente para a janela do quarto dela, de costas para a porta do quarto. De novo, não sei porquê, fiquei observando-a, meio voyer. Não havia nada de especial que me prendesse a ela, mas continuei olhando. Aí...

Aí, filhote, entrou um menino de finininho pela porta do quarto, subiu devagarinho na cama e deu AQUELE ABRAÇO nela, por trás do pescoço.

Me arrepiei toda, filho... Foi como se eu tivesse sentido aquele abraço na alma, com todo o meu desejo. E sabe quantos anos o menino aparentava? Uns 5...

Pode ter sido tudo uma grande coincidência, mas o fato é que levantei ontem daquela cadeira com a certeza renovada de que nosso dia vai chegar, pacotinho. Ah, vai...

Te amo, meu amor.

8 comentários:

  1. Com certeza vai chegar, Adriana!!! E não vai demorar, porque vocês merecem muito e estão fazendo muito para que este dia chegue logo!
    Estamos aqui de camarote para ler o tão esperado post desse momento!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Eu também acho que esse dia vai chegar. E vc viu que quando a Malu o abraçou ontem ele sorriu?
    Ele ainda não te abraça, mas demonstra de várias formas que te ama. Eu mesma (que o vi poucas vezes) já vi essas demonstrações.
    Também estarei aqui para ler esse post! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Nossa, às vezes me impressiono em ver como Deus age e fala com as pessoas. Já que você não busca muito, não acredita muito... talvez essa tenha sido a forma que Ele encontrou de falar com você e acalentar seu coração.
    O recado foi dado. A hora de vocês com certeza vai chegar.

    ResponderExcluir
  4. Oi, tem presentinho para vc no endereço abaixo: http://carolcam.blogspot.com/2011/01/selinho-este-blog-e-recomendadissimo.html
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi, AP!
    A tia Pat adorou o seu poema exclusivo, viu? Muito bacana. Que homenagem linda!
    E pode falar pra sua mamãe que vc vai enchê-la de beijos e abraços, quando ela menos esperar! Vai sim!!!
    Também estaremos aqui comemorando juntos esse dia! E antes disso, comemorando cada conquista sua!
    Obs: Dri, achei surpreendente o que aconteceu! Tenho certeza de que foi Papai do Céu te dando forças e falando que esse dia vai chegar!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Sempre , mas sempre vc me emociona muitooooooooooo !
    Um beijo em vcs

    ResponderExcluir
  7. Que foto linda do Pepê!! Loiro lindão da Tia Cris!!! Vontade de apertar!!

    ResponderExcluir
  8. Ai meu Deus! Até eu fiquei arrepiada agora! Acredito nessas coisas, viu? Isso é um sinal! Vc ainda vai vivenciar isso com o AP! Vamos ter fé! Mentaliza essa cena até ela acontecer!!!!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós!